A pintura de Christi Rocheteau


A paleta de Christi tem a força dramática do maneirista El Greco, autor da pintura “O Enterro do Conde de Orgáz”.
O jovem pintor Christi é de Jardim do Seridó – RN; e compõe seus quadros com espaço e perspectiva que causam efeitos visuais e psicológicos mesclados de melancolia.
Suas paisagens são pontuadas por serras que delimitam a linha do horizonte sombreado por tons de marrons profundos, terra siena queimada, preto, branco, vermelho de cádmio escuro e detalhes simbólicos de azuis-marinhos ou de anis; focando o que há de humano e espiritual na arte.
Suas figuras sacras e profanas dos períodos de 2013/2014 carregam em si, elementos plásticos do popular e erudito, que expressam o vigor da juventude, a coragem perante a vida e o formato de uma beleza romântica rara.
As obras em óleo sobre tela desta fase são:
Cristo Flagelado (com expressão no olhar, de realismo, paixão e mistério); Cristo Crucificado, com Maria e João Evangelista; Cristo Conduzido à Cruz; Cristo Condenado à Morte e Figura de Homem Levitando com Anjo do Bem e do Mal Dentre Casarios de Jardim do Seridó.
Em sua pintura também há misturas de tintas que criam esfumatos, tornando ainda mais denso o sentimento do encontro e da perda, e as transfigurações de planos horizontais e verticais superam o regionalismo banal, delineando uma concepção pictórica de alto poder de criação.

Erasmo Andrade
Professor Mestre do Departamento de Artes – UFRN
Artista Plástico